Juventude perde para o Brasil na estreia do Gauchão

Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude

O Juventude criou, foi superior durante boa parte do confronto, mas acabou sendo derrotado pelo Brasil de Pelotas por 3 x 1 em partida disputada na noite desta quarta-feira (17/01), no estádio Bento Freitas. Agora, a recuperação precisa ocorrer em casa, no próximo domingo, diante do São Paulo.

O jogo

O Juventude fez um primeiro tempo com boas chances de marcar, mas acabou sofrendo com os próprios erros. Aos 9, Queiroz finalizou de cabeça após cruzamento, para defesa de Pitol. Aos 13, a zaga alviverde saiu jogando mal e em contra-ataque, Mossoró foi derrubado na área. Na cobrança do pênalti, Luis Eduardo converteu. 1 x 0.

Apesar do gol, o Verdão seguiu buscando o empate. Aos 17, Micael marcou, mas o auxiliar assinalou impedimento. Aos 24, Jô recebeu grande lançamento de Queiroz e, em velocidade, avançou e finalizou alto, por sobre o gol, em excelente oportunidade. Aos 40, o Ju desperdiçou nova chance. Bruno Ribeiro recebeu e tocou de calcanhar para Fellipe Mateus carregar e chutar, por cima novamente. No último lance da primeira etapa, Vidal cruzou, Micael não alcançou e Bruninho se lançou para desviar de cabeça, para fora.

A segunda etapa apresentou novas chances ao Juventude. Mas quem marcou, novamente, foi o Brasil. Em cobrança de falta, Itaqui converteu, no ângulo, sem chances para Matheus. 2 x 0. Com o segundo gol sofrido, o Juventude até tentou uma reação. Aos 16, Caprini ingressou na grande área e foi derrubado. Na cobrança do pênalti, Queiroz marcou, com categoria. 2 x 1. Aos 30, o time alviverde teve a chance de empatar. Caprini avançou pela direita e chutou firme, rasteiro, para defesa de Marcelo Pitol. Buscando o ataque, o Juventude cedeu espaço e viu Luis Eduardo finalizar após cruzamento. 3 x 1. Na última tentativa do Verdão, Douglas escorou para Queiroz, que chutou no travessão.

“Realizamos uma primeira etapa com boas oportunidades e poderíamos ter ido para o intervalo com vitória. Porém, cometemos erros defensivos e nas finalizações e fomos punidos com o resultado. O segundo tempo, de novo, tivemos chances, tentamos uma reação após o segundo gol de falta, mas não conseguimos converter as chances em gol. Agora, logicamente vamos precisar buscar o resultado dentro da nossa casa, diante do nosso torcedor”, destacou Zago.

Juventude e São Paulo se enfrentam no domingo, às 18h, no Jaconi.

Assessoria EC Juventude

Deixe seu comentário