Juventude empata sem gols com o Oeste no Jaconi

Foto: Arthur Dallegrave / E.C.Juventude

Pela 35ª rodada, Juventude e Oeste ficaram em um injusto 0 x 0, em partida realizada na noite desta sexta-feira (10/11), no estádio Alfredo Jaconi. Mesmo superior durante toda a partida e criando boas oportunidades, o Verdão não conseguiu ser efetivo nas finalizações. Com 50 pontos, a equipe alviverde segue na oitava colocação e brigará, agora, para subir na tabela nas últimas três rodadas da Série B.

O jogo

O Juventude fez mais uma boa apresentação, teve mais posse, produziu ofensivamente, mas não conseguiu chegar ao gol. Na primeira chance, aos 7, Tiago Marques cruzou para a entrada da área, onde encontrou Diego Felipe. O volante soltou a bomba, que explodiu no travessão. O próprio Diego Felipe foi quem quase marcou novamente, de cabeça, após cruzamento de Pará.

Aos 35, Bruno Ribeiro recebeu na direita e cruzou para João Paulo, que desviou de cabeça, à direita do goleiro. Aos 37, mais uma grande chance do Verdão. Mateus Santana recebeu na intermediária e viu a entrada de Bruninho na grande área. Ao receber, o volante girou e chutou rasteiro, para defesa salvadora do goleiro Rodolfo.

A segunda etapa foi de mais posse de bola para o Juventude, e as chances voltara a aparecer. Aos três minutos, Mauricio soltou a bomba em cobrança de falta, para defesa complicada do goleiro, no ângulo. Na melhor chance do Oeste na partida, Mazinho tentou cruzar e acabou chutando em direção ao gol. Matheus se esticou para mandar para escanteio.

Sem dar espaço ao adversário, o Ju seguiu tentando. Aos 30, Pará arriscou em chute de fora da área, mas Rodolfo defendeu. Aos 37, Bruno Ribeiro cruzou e Wesley Natã cabeceou para fora, perto do gol. Dois minutos depois, Pará cobrou falta no Ângulo, e o goleiro apareceu novamente para salvar o Oeste. João Paulo ainda teve a última chance, de cabeça, mas sem o rumo do gol, que traria justiça ao placar.

“Fizemos uma boa partida, mas encontramos dificuldades em encontrar o último passe e finalizar com mais frieza. De qualquer modo, conseguimos encontrar uma boa dinâmica de jogo, mas ainda estamos sendo castigados pela falta de tempo para treinarmos. É muito complicado tentar impor um ritmo e uma postura diferente de movimentação sem que haja tempo para colocar isso em prática. Mas ao meu ver, apesar das dificuldades, realizamos uma boa apresentação, assim como nos dois jogos anteriores, e é nesse ritmo de evolução que pretendemos finalizar o campeonato”, destacou o técnico Antônio Carlos Zago.

O próximo compromisso do Juventude pela Série B é na próxima terça-feira, dia 14, às 21h30min, diante do América, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Assessoria Juventude

Deixe seu comentário